CULTURA DATA DRIVEN: O FUTURO DAS ORGANIZAÇÕES

Gestores tem se movimentado para cada vez mais tomar melhores decisões, e a cultura data driven vem para orientá-los. 

A cultura data driven se resume ao uso de dados gerados pela corporação em todos os processos e principalmente nas tomadas de decisões. Embora isso soe racional e lógico, é comum muitos gestores em suas atividades apenas tomarem decisões baseadas no “feeling”.  

Lembramos que o “feeling” do gestor é baseado em toda sua experiência e de suma importância dentro do processo de decisões, porém se torna muito frágil quando não está alinhado a dados que sirvam de base para a argumentação.


AFINAL, COMO AJUSTAR PARA ESSA CULTURA? 

Mudança de cultura envolve tempo e planejamento, porém algumas boas inciativas podem conduzir esse processo de uma forma bem simples.   

Relatórios devem fazer parte das reuniões. Iniciar uma reunião avaliando um bom relatório vai ajudar você a conduzir melhor o tempo e focar no que de fato pode estar afetando seus resultados. 

Introduza ferramentas que permitam rastreabilidade de todas as ações, atendimentos, atividades internas, atividades de rotina ou estratégicas. Ter mapeamento e visão clara de execuções irá ajudar a aumentar a produtividade e ter um rastro de ações sem perda de dados. 

O time deve ter ações como rotina de dados e números, suas lideranças devem solicitar dados e apresentar maneiras de analisar informações. Como tudo é um processo, é necessário tempo para que todos estejam devidamente acostumados a analisar seus relatórios e dados. Ações simples para dar os primeiros passos para uma cultura Data Driven. 


DADOS: O FATOR DETERMINANTE NA CORPORAÇÃO 

Há uma frase muito famosa que diz: “Em Deus nós confiamos. Todos os outros tragam dados”, ela foi escrita pelo consultor Deming e hoje, tempos em que a IA está em alta, faz mais sentido do que nunca. 

Com o avanço da tecnologia, gestores tem buscado o diferencial competitivo nos detalhes. O fato é que todas as corporações estão bem preparadas, acessando informações estratégicas cada vez mais acessíveis, e isso transforma completamente negócios. 

Dentro desse processo de transformação, uma overdose de dados tem chegado a cada empresa deixando um imenso desafio de criar uma cultura onde todos possam ter dados com visão estratégica e também tornar dados em poder de decisão. 

Dentro das organizações há grandes armazéns repleto de informações, muitas vezes incompreendido por seus gestores, que focam em resultados financeiros, e esquecem que boas estratégias podem surgir de dados de marketing, vendas ou cs. 

Assim, quando se fala tanto de governança e transparência dentro das operações, a questão que mais fica em evidência é: tornar organizações ágeis para que possam ter dados disponíveis a todos, transformando essa cultura e se tornarndo competitiva para se manter no mercado que cada vez enrijece mais com excelentes referenciais de sucesso. 

Pessoas e dados são pilares incomparáveis dentro da organização, são únicos e são eles responsáveis por dar o destino para qualquer organização. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Vamos entender quais seus principais desafios e como iremos gerar impacto para sua operação!